A língua alemã na Áustria: Falar, escrever e ensinar a diversidade linguística do alemão

Quem nos segue no Instagram ou frequenta o nosso site já sabe que o alemão falado na Áustria tem algumas diferenças em relação ao alemão falado em outros países e regiões. Mas não é só isso: mesmo dentro da Áustria (e, igualmente, na Alemanha e na Suíça), nem todo mundo fala e escreve do mesmo jeito. Podemos falar, portanto, de uma grande diversidade linguística do idioma alemão.

Como já anunciamos, queremos nos dedicar um pouco mais a esse assunto ao longo de 2022, aprender com especialistas da área e refletir sobre possíveis implicações dessa diversidade na comunicação do dia-a-dia, na literatura e também no ensino de alemão como língua estrangeira. Por isso, o Centro Austríaco vai promover uma série de eventos – palestras, oficinas, apresentações de filmes, conversas, entrevistas etc. – que se dirigem tanto a professores e professoras, como a estudantes de literatura ou linguística do alemão, assim como a qualquer pessoa interessada no tema. Vamos conversar (às vezes, em alemão, outras vezes, em português) com especialistas de universidades austríacas, alemãs e brasileiras, com escritores, artistas, músicos, professores e outras pessoas para aprender um pouco mais sobre as diversas variedades regionais, nacionais e dialetais do alemão.

Nosso primeiro convidado é prof. dr. Manfred Glauninger, renomado sociolinguista, professor e pesquisador da Universidade de Viena e da Academia Austríaca de Ciência, que ministrará a 

Palestra inaugural de 2022, ano dedicado à diversidade da língua alemã

Título: Die deutsche Sprache in Österreich (A língua alemã na Áustria) 

Descrição: A Áustria está localizada no meio de outros países de língua alemã, mas o alemão na Áustria tem características específicas devido a fatores históricos, políticos, econômicos e outros.

Partindo dessa situação, a palestra focalizará a atual diversidade formal e funcional da língua alemã na Áustria (desde os dialetos até a linguagem falada pelos jovens e o alemão padrão austríaco). Também será abordada a relação entre a “língua de Estado” alemã da Áustria e as línguas minoritárias não alemãs reconhecidas na Áustria, bem como a multiplicidade de línguas de migração que moldaram sobretudo a metrópole Viena durante séculos.

Data: 15 de março às 16:00 horas, via Zoom.

Essa palestra será ministrada em alemão. Clique aqui para se inscrever.

Outros eventos previstos para 2022:

Palestras e oficinas sobre os seguintes temas:
– Österreichisches Deutsch in der Musik & Songwriting
– Die Wiener Gruppe und ihre Sprache
– Plurizentrik der dt. Sprache und sprachliche Charakteristika des österr. Deutsch
– Die Wiener Moderne
– Kinderliteratur aus Österreich 
– Leopoldine von Habsburg und die naturalistas in Brasilien
– Das österreichische Deutsch in der Literatur
– Lehrmaterialien über Österreich
– Lehrmaterialien zum österreichischen Deutsch
– Elementares Musizieren mit Sprache
– Filme aus Österreich 

Os eventos acontecerão de modo presencial ou digital, dependendo de como teremos que enfrentar o Covid-19 ao longo do próximo ano. Mas, mesmo acontecendo de modo presencial, todos os encontros serão transmitidos ao vivo ou gravados e acessíveis no nosso canal do YouTube após a data do evento.

E, claro, todos os participantes têm direito a certificados emitidos pela UFPR.

As atividades do Centro Austríaco recebem apoio da Universidade Federal do Paraná, do Setor de Humanas da UFPR, do Departamento de Polonês, Alemão e Clássicas da UFPR, do Programa de Pós Graduação em Letras-UFPR, da Embaixada da Áustria em Brasília, do Consulado da Áustria em Curitiba, da Agência Brazil Way e patrocínio da Referência Rent a Car. 

Tema do ano 2022: A diversidade da língua alemã

Neste ano de 2021, o Centro Austríaco tem publicado semanalmente uma “Palavra austríaca” no Instagram, contando sua história, seu contexto e seu uso. Já pudemos apresentar assim alguns exemplos ilustrativos da diversidade linguística do alemão – que é, assim como o português e muitas outras línguas, aliás, uma língua pluricêntrica, ou seja, uma língua que tem mais que uma forma padrão.

No próximo ano, queremos nos dedicar um pouco mais a esse assunto, apresentando-o a partir de diversas perspectivas e pensando também sobre como abordar a diversidade do idioma em sala de aula, no ensino de alemão como língua estrangeira. Por isso, o Centro Austríaco vai promover uma série de eventos – palestras, oficinas, apresentações de filmes, conversas, entrevistas etc. – que se dirigem tanto a professores e professoras, como a estudantes de literatura ou linguística do alemão, assim como a qualquer pessoa interessada no tema. Vamos conversar com especialistas de universidades austríacas e alemãs, com escritores, artistas, músicos, professores e outras pessoas para aprender um pouco mais sobre os motivos e significados das diversas variedades regionais, nacionais e dialetais do alemão.

Nosso primeiro convidado já confirmou sua participação: Prof. Dr. Manfred Glauninger, da Universidade de Viena, vai ministrar a palestra introdutória, mostrando a importância e as diversas facetas do assunto (a diversidade linguística, a importância da variação e dos dialetos da língua alemã para a(s) identidade(s) dos falantes, a importância do assunto no âmbito do ensino etc.). No começo de 2022 vamos confirmar a data desse primeiro evento e a programação dos meses seguintes.

Ainda em 2022 vamos poder oferecer oficinas, “Dias austríacos” (Österreich-Tage), outras palestras e eventos – em cooperação com a Universidade de Viena, o OeAD (Agência de Intercâmbio Acadêmico da Áustria), a Embaixada da Áustria e outras instituições. Todos os participantes têm direito a certificado de participação.

Os eventos acontecerão de modo presencial ou digital, dependendo de como teremos que enfrentar o Covid-19 ao longo do próximo ano. Mas, mesmo acontecendo de modo presencial, todos os encontros serão transmitidos ao vivo ou gravados e acessíveis no nosso canal do YouTube após a data do evento.

Webinar gratuito: “Alemão na Áustria”

Muitos alunos enfrentam um momento de “choque” quando chegam aos países de língua alemã e colocam em prática o que aprenderam nas aulas de alemão. Mas por que isso acontece? Infelizmente, os materiais de ensino tendem a dar a ideia de que existe uma variedade padrão e monocêntrica que é a “norma” do alemão e que, portanto, os dialetos ou outras variedades da língua, quando são tematizados nos materiais, são simplesmente um “desvio” de um alemão “correto”.

A realidade é muito diferente, pois existem variedades padrão multicêntricas, como o alemão padrão austríaco. Como lidar com esse problema na sala de aula? Em um Workshop, Julia Ruth não só irá esclarecer conceitos linguísticos elementares com foco no alemão austríaco, mas irá também apresentar materiais e atividades para preparar os alunos no nível de aquisição de conhecimento lingüístico, fazendo com que adquiram habilidades culturais essenciais para participar na vida social na Austria.

A boa notícia é que o workshop, organizado pelo Programa Kus (Kultur und Sprache) da Agência de Educação e Internacionalização OeAD, é gratuito e tem vagas ilimitadas. O evento ocorre no dia 13 de dezembro, das 18h às 21h (GMT+1). Veja mais informações no site.

O Centro Austríaco também está preparando uma série de eventos, entrevistas, workshops, conferências e muito mais em torno do tema da diversidade linguística, com ênfase especial na língua alemã na Áustria, para 2022. O Professor Dr. Glauninger da Universidade da Áustria será o nosso primeiro convidado e falará sobre a diversidade linguística e sua importância. Nos próximos meses daremos mais detalhes sobre a programação.

Programação 2022: Palestra sobre linguagem e identidade com Dr. Glauninger

O Centro Austríaco já começa a preparar sua programação para 2022: e já está confirmada uma palestra com o professor Dr. Manfred Glauninger sobre o importante papel que a linguagem desempenha para a identidade na sociedade, com foco na Áustria. Qual é o papel dos dialetos? Como e por que uma linguagem se transforma com o tempo?

Manfred Glauninger. CC-BY 4.0, Sandra Lehecka.

Manfred Glauninger é sociolinguista do Centro de Humanidades Digitais da Academia Austríaca de Ciências e gerente de projetos no departamento “Variação e mudança no alemão na Áustria”. Ele também leciona na Universidade de Viena e dirige o projeto “Cartografia Dialética Austríaca 1924-1956”. Saiba mais sobre Dr. Manfred Glauninger aqui.

Em breve mais informações.

Escrita acadêmica em alemão – por onde começar?

“Depois que a centelha de Prometeu é acesa, o impulso começa. A cabeça fica zunindo e não se consegue fazer mais nada até que até que se consiga destilar as grandes ideias existentes no cérebro e transformá-las em palavras perfeitas em um uma folha de papel em branco. Tudo leva a isso, todo o pensamento é direcionado a isso até que a primeira frase é escrita, lida, apagada, reescrita, apagada de novo, começada de novo. Ficamos insatisfeitos, pensamos que poderíamos ajeitar o apartamento, apagamos as primeiras frases tão suadas, até nos levantarmos e procurarmos o aspirador de pó”, escreve Iris Gassenbauer em seu texto “Processos de escrita – da conversação ao texto”. Acho quase impossível não se identificar com suas palavras quando se trata, sobretudo, de começar a escrita de trabalhos acadêmicos para a universidade.

Mas por que o ser humano escreve, afinal?, podemos nos perguntar. “As pessoas escrevem porque querem contar uma história e porque querem testar a língua, aliená-la e torná-la própria”. Também é assim nos trabalhos acadêmicos: precisamos nos alinhar a um novo tipo de linguagem, a princípio alienante, porém, aprendemos a nos apropriar dela ao longo do trabalho e por fim podemos exclamar que a tornamos nossa. Mas como atingir esse objetivo? E mais ainda se tiver que escrever o trabalho em uma língua estrangeira, como o alemão …

É para isso que pensamos o nosso próximo Workshop: “Tipps für das Wissenschaftliche Schreiben: eine Einführung”. Partindo do princípio de que cada um tem uma relação diferente com os processos de escrita, iniciamos nosso percurso rumo a uma análise das fases de produção de um texto até atingirmos nosso objetivo. Durante o Workshop, você poderá refletir sobre sua competência escrita e conhecer as fases e estratégias para poder iniciar seu trabalho escrito com mais ferramentas e mais segurança. Embora não exista uma receita simples que pode ser aplicada por todos, vamos oferecer vários percursos de aprendizagem que possibilitam que cada um encontre seu caminho dentro da escrita acadêmica em alemão.

Veja mais informações e clique aqui para se inscrever (evento gratuito e online). Podem participar pessoas com qualquer nível de conhecimento em alemão.

Cristina Rettenberger é a primeira professora-leitora do Áustria no Brasil. Tem mestrado em alemão como língua estrangeira e segunda língua pela Universidade de Viena. Já lecionou na Austria, Equador, Vietnã, Portugal e, agora, no Brasil.

Congresso ABEG 2021 abre inscrições para comunicações

A ABEG (Associação Brasileira de Estudos Germânicos) abre inscrições para comunicações em seu 4º Congresso. As propostas de trabalhos podem ser apresentados em 16 seções diferentes – clique aqui para ver as propostas e aqui para acessar os resumos.

O evento ocorre do dia 24 ao dia 26 de novembro em formato online. As inscrições devem ser enviadas aos coordenadores e coordenadoras de cada seção até o dia 10/10/2021. O envio do aceite será realizado até o dia 22/10.

Convidamos todos e todas a conhecer a seção 10., com coordenação de Anisha Vetter (UNICAMP) e Ruth Bohunovsky (UFPR), coordenadora também do Centro Austríaco. Intitulada DACH(L): a diversidade linguística e cultural dos países de língua alemã na teoria e em sala de aula, essa seção pretende abarcar trabalhos que mostrem como trabalhar diferentes variações da língua alemã, considerando o alemão alemão, austríaco e suíço, no ensino de alemão no Brasil.

Casa Stefan Zweig e Centro Austríaco convidam: palestra e debate sobre Friderike Zweig

A Casa Stefan Zweig, em parceria com o Centro Austríaco, convidam para a palestra e o debate sobre Friderike Zweig. O evento tem coordenação de Kristina Michahelles, organização do Grupo de Estudos Stefan Zweig e conta com a participação de Ruth Bohunovsky, coordenadora do Centro Austríaco.

Friderike Zweig foi a primeira esposa do escritor austríaco Stefan Zweig e, apesar de ter uma obra de grande extensão, ficou esquecida por muitos anos. Porém vários projetos recentes recuperam sua obra e mostram sua importância para a cultura austríaca. Clique aqui para saber mais sobre a autora.

O evento acontece na quarta-feira, 21 de julho, às 16h. Inscrições pelo e-mail cszweigdigital@gmail.com

Centro Austríaco na Semana da Língua Alemã 2021

O Centro Austríaco organiza dois eventos da Semana da Língua Alemã 2021: um encontro com a autora austríaca Karin Peschka e uma apresentação de bolsas e oportunidades de estudo com a professora leitora da Agência de Intercâmbio Acadêmico da Áustria (OeAD).

Os dois eventos serão via Zoom. Os links de acesso serão enviados para pessoas inscritas.

Encontro com Karin Peschka: 16 de junho, 15h

Nesse evento, a autora vai ler trechos de dois romances de sua autoria, “Autolyse Wien” [Autolise Viena] e “Putzt euch, tanzt, lacht” [Arrumem-se, dancem, riem!]. À leitura em língua alemão segue a apresentação da respectiva versão em língua portuguesa. Assim, temos a possibilidade não apenas de conhecer e conversar com uma das autoras mais populares da Áustria contemporânea, mas também de nos aproximar de seus livros, ainda sem tradução no Brasil. Clique aqui para se inscrever.

Estudar na Áustria: Cursos e Bolsas: 18 de junho, 15h

Quer saber como você pode realizar seu sonho de estudar no exterior e conhecer uma nova cultura? Nesse evento, Cristina Rettenberger, professora leitora da Agência de Intercâmbio Acadêmico da Áustria (OeAD), oferece uma visão geral sobre as possibilidades de cursos e bolsas na Áustria, em diferentes áreas de conhecimento:

bolsas de estudo em universidades austríacas
bolsas para cursos de língua
bolsas para cursos de cultura
bolsas de pesquisa para professores universitários
apoio financeiro para tradutores

Após a apresentação, você terá a oportunidade de tirar dúvidas e receber conselhos pessoais sobre suas questões específicas.

Clique aqui para se inscrever.

A Semana da Língua Alemã é organizada pelas Embaixadas da Alemanha, Áustria, Bélgica, Luxemburgo e Suíça. Mais informações aqui.

Encontros Virtuais Editora UFPR e Temporal Editora: O teatro de Thomas Bernhard

Foi realizada, no dia 13 de outubro de 2020, uma conversa virtual sobre as peças Praça dos Heróis, publicada pela Temporal Editora, e O presidente, recém-lançada pela UFPR, ambas do escritor austríaco Thomas Bernhard. O evento contou com a participação de Ruth Bohunovsky e Alexandre Villibor Flory, docente na Universidade Estadual de Maringá, assim como dos atores Flávio Stein e Oswaldo Mendes, que realizaram leituras dramáticas de trechos das obras em questão. O mediador e entrevistador da conversa é o escritor e tradutor Antônio Xerxenesky, estudioso interessado pela obra de Bernhard e autor de alguns textos sobre sua obra.

O vídeo está disponível em: