Descubra o Centro Austríaco

Nossos projetos


Mulheres na sociedade, na cultura e na ciência


Próximos eventos

  • DACH(L): a diversidade linguística e cultural nos países de língua alemã na teoria e em sala de aula

    Criado nos anos 1990 para substituir as “ABCD-Thesen”, o conceito “DACH(L)” – acrônimo que representa os três países de língua alemã Alemanha (D), Áustria (A) e Suíça (CH), assim como a pequena Liechtenstein – continua presente e relevante na área de ensino/aprendizagem de alemão como segunda língua/língua estrangeira. A coletânea Weitergedacht – Das DACH-Prinzip in der Praxis (Shafer, Middeke, Hägi-Mead, Schweiger 2020) – que, aliás, foi publicada integral e gratuitamente na internet – mostra a atual diversidade de abordagens teóricas e práticas relativas à questão de como, porque e em que medida abordar em sala de aula assuntos ligados à diversidade cultural e linguística dos países de língua alemã. Hoje, há unanimidade de que as três variações nacionais do idioma alemão, o alemão, o austríaco e o suíço, são igualmente corretas e que temas e discursos relacionados com todos os países e regiões de língua alemã devem ser integrados no ensino, em livros didáticos e em provas oficiais. Partindo dessas premissas, esta sessão tem como objetivo refletir como o conceito DACH(L) pode e deve fazer parte do ensino de alemão como LE no Brasil, um país muito distante dos países de língua alemã e onde a maioria dos aprendizes se encontra em níveis iniciais. Convidamos a participar da nossa sessão todas e todos interessadas/os em questões como: a diversidade linguística do alemão, isto é, as três variações nacionais consideradas Standarddeutsch, pode e/ou deve ser levada em consideração no ensino da língua no Brasil? Em que momento, em que medida e com que material didático esse tema deve ser abordado? Como podemos tratar de assuntos culturais relacionados aos diversos países e regiões de língua alemã, sem lançar mão de estereótipos turísticos e/ou culturais? Como podemos entender o conceito de “cultura” no intuito de estabelecer um diálogo entre a teoria e a prática? Quais as abordagens teóricas e didáticas mais úteis, mais atuais ou mais relevantes para nos ajudar a estabelecer esse diálogo de uma maneira viável para os docentes e benéfica para os aprendizes?

    Anisha Vetter (UNICAMP)
    Ruth Bohunovsky (UFPR)

    A seção faz parte da programação do 4º Congresso da Associação de Estudos Germanísticos.
    Data: 24 e 26 de novembro de 2021, em formato online
    Inscrições até 24 de outubro de 2021
    Dúvidas e propostas de comunicações podem ser enviadas para:  ruth.bohunovsky@gmail.com.

    Clique aqui para ver a programação completa do evento.

  • Tipps für das Wissenschaftliche Schreiben: eine Einführung

    “Auch der längste Weg beginnt mit dem ersten Schritt”…
    In diesem Workshop hast du die Möglichkeit, über deine eigene Schreibkompetenz zu reflektieren, Schreibstrategien zu lernen, die Phasen eines Schreibprojektes kennenzulernen und vieles mehr!
    Befreie dich vor deiner Schreibangst und fang jetzt mit deinem Schreibprojekt an!

    Cristina Rettenberger é a primeira professora-leitora do Áustria no Brasil. Tem mestrado em alemão como língua estrangeira e segunda língua pela Universidade de Viena. Já lecionou na Austria, Equador, Vietnã, Portugal e, agora, no Brasil.

    Am 6. Dezember, von 14:30 bis 17:30 Uhr (online)
    Anmeldung

Receba atualizações do Centro Austríaco: